Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta à noite

"Mereces todas as coisas boas que a vida tem guardado apra ti!" - Para lembrar

Quinta à noite

"Mereces todas as coisas boas que a vida tem guardado apra ti!" - Para lembrar

Desabafos 2

Gostaria de saber como faziam as pessoas quando os supermercados fechavam às 19horas, pela semana, e só estavam abertos no sábado até ao meio dia. Deviam passar fome...

Como é possível que exista gente que paga a uma "vidente", que não sabe que os primeiros modelos de telemóveis não recebem fotos. Até o pode ter comprado ontem...

 

 

Inocêncio

Este post tem o nome de um homem que eu nunca conheci. Mas que influenciou muito a minha vida. 

Faz hoje 30 anos que faleceu. Era meu avô e nunca nos conhecemos. É coisa de família... talvez por ser uma família muito grande, faz falta que uns morram para outros nascerem (no meu caso: para eu resistir.)

Podia alongar-me muito mais. Tenho duas dezenas de aniversários "destruídos" por esta data... Mas não o vou fazer! 

Há um ano que este dia perdeu a cor escura com que sempre o vi! 

Há um ano que a minha vida mudou para sempre. 

Há um ano que fiz o meu primeiro teste de gravidez e deu positivo! 

Há um ano...

Tanta coisa que mudou neste ano... Tudo o que tinha planeado saiu ao contrário, mas é incrível como estou feliz com todas as mudanças!

Hoje, exactamente um ano depois de eu saber da sua existência, o meu menino dormiu pela primeira vez a noite toda! E é hoje que vai comer a sua primeira sopa... 

Às vezes acho que devia ter-lhe chamado Inocêncio!!!

"O gajo"

Já algum tempo que sigo a página do Facebook (que agora é também um blogue) : "Felizmente sou um gajo desempregado". Confesso que gosto bastante. Identifico-me muito com a ironia e o humor com que o "Gajo" aborda vários assuntos actuais do nosso país.

Hoje descobri a página,também no Facebook: " O Gajo que acordou". Ainda não a explorei, mas fiquei a pensar numa frase que lá estava:" QUANTO TE PAGAM PARA ABANDONAR OS TEUS SONHOS? "

Estou de verdade a pensar nisso. A primeira conclusão que tirei assim a fresco, foi que nunca me pagaram muito para eu abandonar os meus sonhos.

É certo que não os abandonei, mas tenho adiado constantemente, por um mísero ordenado mínimo, e na maioria das vezes, desempenhando funções que não me aproximam/aproximaram do que eu quero. 

Vale a pena reflectir sobre isto...

Vale a pena viver em função das necessidades rotineiras? 

E se arriscar?

30 anos

Ontem, oficialmente, completei os 30 anos. Digo oficialmente pois há muito que finjo fazer anos na passagem de ano, por isso,quando me perguntavam a idade eu já respondia: 30! 

Foi o meu primeiro aniversário como mãe. E gostei muito das surpresas que o meu companheiro me proporcionou. Sei que sou alguém com muita sorte. E não estou só a falar do lindo ramo de rosas e tulipas vermelhas que me ofereceu mas do jantar romântico que estava à minha espera quando cheguei do trabalho, do facto de ter cozinhado e arrumado a cozinha, ter optado por jantar às 23horas... foram tantos os pequenos, mas significativos, gestos!

Eu não dou grande valor ao dia do meu aniversário. Nos outros anos comprava uma lembrança para os meus sobrinhos e era assim que festejava vendo o sorriso deles. 

Este ano não consegui ter tempo para comprar alguma coisa para eles. E dói-me não ter conseguido um pouco de tempo para ir visitar o meu sobrinho. Já não o vejo há seis meses e morro de saudades dele. 

Depois há aquela ausência que por muito tempo que passe não vai diminuir: a falta da minha menina. 

Ela gostava tanto de festas de aniversário: festejar o nascimento, a vida, o estar vivo! É impossível não me lembrar dela e não sentir falta daquela alegria! 

...

Pronto, já tenho 30 anos e um montão de coisas boas que eu nunca pensei que iria ter. 

 

Mal amadas

Já me tinha esquecido de como é trabalhar com várias mulheres... Os meus dois últimos trabalhos éramos só duas funcionárias e os patrões. 

Agora são várias mulheres. E algumas foi fácil tirar a pinta logo à primeira. Mas há outras que demoram um pouco arevelar-se. 

Eu gosto de brincar. Sempre gostei. Nos intervalos ou nos"bastidores" para relaxar, desanuviar (e porque rir faz bem.)

Uma das brincadeiras foi esta: "há que arranjar um homem rico porque um Rico homem não nos tira de trabalhar!" Mas alguém (ou algumas) mal amada distorceram ao ponto de dizerem que o meu companheiro não é "meu amigo". 

Não posso dizer mal de um homem que cuida de mim com todo o mimo e dedicação que tem e me respeita; que faz todo tipo de tarefas domésticas; e cuida do filho como muitas mulheres não sabe cuidar. Para além disso: SIM estou com ele por amor e não por causa de bens de luxo ou dinheiro, até porque não o tem. 

Eu sei que há mulheres mal amadas, mas tenho a certeza que não fui a culpada da má sorte. Aliás, já pertenci a esse grupo, mas nunca deixei que a felicidade dos outros me provocasse inveja, afinal o mal dos outros não faz reduzir o meu mal. 

Bodas de qualquer coisa

Hoje é o trigésimo primeiro aniversário de casamento de meus pais. 31 anos é obra! 

Devem ter tantas coisas para contar. É já uma vida juntos. São muitos momentos com partes boas, menos boas e nada boas.

É preciso muito carinho, dedicação, paciência e coragem para estar tanto tempo com alguém. 

São muitos anos. Espero que vivam ainda muitos mais. E que não lhe falte o carinho, a dedicação, a paciência e principalmente: que não lhe falhem as filhas. 

Uhh que nojo

Por diversas razões, principalmente económicas, desde que soube da gravidez, decidi que iria usar fraldas de pano (ou como se diz agora:fraldas reutilizáveis).

Vim a descobrir que existem vários tipos e vários tamanhos. Por achar que o tamanho recém nascido era desnecessário (visto que vai até aos 4/5kg e eu pensava que iria ter um bebé de 3kg). Comprei das que vão dos 4 aos 15kg.

Procurei em vários sites e comprei umas de marca desconhecida. São mais baratas e é só para experimentar.

Comecei a usar hoje, mas ainda tenho que as dobrar no máximo. 

A experiência não está a ser má. 

4 meses

E já lá vão 4 meses.

São 4 meses muito preenchidos. Cheios de amor (de um amor diferente de todos os tipos de amor que eu vivo).Cheios de sono. Cheios de novidades, mudanças, evolução. Cheios de risos, de mimos, de dedicação. Cheios de saudades... saudades do dia de ontem, do dia que foi o primeiro, do dia em que o senti mexer pela primeira vez dentro da minha barriga. 

São 4 meses de alegrias e medos. Sonos interrompidos e minutos parada somente a ver dormir. 

São 4 meses... Os primeiros 4 de muitos e muitos outros...

 

Sem palavras

Começou hoje a ser julgado o pai que matou o próprio filho com uma faca.

Mais um caso que me choca e sobretudo me revolta.

Em relação a este caso tenho dois desabafos:

- Se ele estava assim tão drogado, como diz, porque não espetou a faca nele próprio?

- Se alguma alma penada fizer algum mal ao meu filho, de certeza, que quem vai presa sou eu!.

Pai

Faz hoje 66anos (são literalmente 66 primaveras) o primeiro homem mais importante da minha vida!

Há quem defenda que somos demasiado parecidos. Eu concordo! Até nas diferenças somos parecidos: ele demasiado machista, eu demasiado feminista...

Talvez por isso andamos sempre às turras; porque somos demasiado parecidos.

Sei que se lhe disser que foi com ele que eu aprendi a ser quem sou,ele vai negar. Mas essa é a verdade. Nunca tive nada de graça. Sempre me ensinou a merecer o que queria.

Apesar de tudo,sei que nos amamos muito.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub