Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta à noite

Quando a vida dá uma volta das grandes. Desabafos. Ilusões e desilusões. Mudanças. Novos rumos. Vitórias

Quinta à noite

Quando a vida dá uma volta das grandes. Desabafos. Ilusões e desilusões. Mudanças. Novos rumos. Vitórias

Basta!

Chega. Mulher não é objecto; não é inferior a ninguém.

Um grupo de mal paridos violam uma jovem e na televisão desfilam quase heroicamente. 

Nas discussõesouvem-se coisas como: "elas põe-se a jeito!"; "com a maneira como se vestem queriam o quê? "; "irem a um sítio daqueles sozinhas..." 

Mulher não é o sexo fraco. Mulher não é nada fraca! Mulher tem direito a vestir o que deseja, a fazer o que deseja e a estar SÓ com quem o deseja. 

Os maus paridos será que se esqueceram que nasceram de uma mulher? 

Crianças

Adoro crianças.

No trabalho, sempre que alguma passa em frente da banca aceno-lhe.

Provavelmente os pais não gostam, mas é os seus sorrisos e acenos que me dão alguma alegria por estar ali. 

Ontem uma cliente trouxe o filho (que não tem mais que 4anos), o que proporcionou, às 2 um belo momento. O miúdo defendia que determinados animais (dos quais nos alimentamos) não devem ser comidos porque são da natureza. Quando lhe explicamos que todos os animais pertencem à natureza, incluindo os humanos, ele respondeu: "então comemos batatas!". E pronto, fim da discussão...

Hoje uma menina (com 1ano), que costuma acompanhar a mãe às compras, ficou muito estranha quando a mãe passou na peixaria e não parou. Eu acenei, mas não foi o mesmo; estava no colo da mãe e enquanto a peixaria esteve no seu campo de visão ela não parou de olhar para lá. 

São estes seres, que por um lado me aguçam as saudades do meu bebé, mas por outro me animam e me fazem trabalhar com um sorriso! 

Avó

Faz 5anos que te despediste.

Foi uma despedida lenta. 10 Anos de sofrimento, vendo, impotente, a doença roubar tudo de ti! Ficou só uma sombra da mulher forte que eras! 

Confesso que não tenho muitas lembranças dos 15 anos anteriores. Mas ainda me lembro de irmos lavar a roupa para a fonte (e cheirava sempre tão bem); adorava o arroz de pitos da horta (ninguém o sabe fazer da mesma maneira); estarmos sentadas na frente da casa; andar no carro das vacas... infelizmente,  as memórias mais recentes são mais frequentes na minha cabeça... 

Fazes falta! Não me lembro de me teres dado colo, mas lembro que me sentia confortável e segura perto de ti! 

 

coisas boas!

Alguem já teve a surpresa de, ao chegar a casa, a primeira coisa que ouve, ao abrir a porta, é cantarem a musica dos patinhos (sim, aquela que dava na RTP2 ha MUITOS anos).

Foi tão lindo! A melhor parte do meu dia, sem sombra de duvida!!! Fiquei escondida no corredor até o pai acabar de cantar, só para não estragar o quadro... A parte má foi que quando entrei no quarto já o pequeno dormia. 

ora aí está uma coisa que eu não posso fazer: adormecer, o meu bebé, cantando  ; eu canto tão mau!

 

a pestinha

Ontem minha irmã deixou a filha comigo.

Confesso que estava tentada em ter mais um filho (ou 2!), mas neste momento, estou convencida que nao é a melhor ideia que tive.

Se em 4 horas ganhei metade dos cabelos brancos que tenho, nem quero imaginar, um dia inteiro o resto da vida!

Foi optimo ter a pequena comigo. Já tinha saudades de estar bastante tempo com ela. foi cansativo tentar dar a atenção toda que ela queria e fazer o mesmo ao meu bebé (que estava radiante com a presença da prima, mas queria os mesmos mimos de quando está sozinho!).

Gostei tanto de ver a pequena a brincar com o primo: empurrou o carrinho, o andarilho e tentou ensinar-lhe as formas...

A parte que mais gostei: mostrei um video dela a andar no andarilho. Pelo que me apercebi ela nunca tinha visto um video dela em bebé e ficou fascinada!  E eu completamente babada!!! 

A pergunta do dia: "Meni, ainda falta muito para o primo ser grande?" (e fiquei eu  a pensar: grande como quem? como ela? como eu?) 

Adoro aquela miuda!

 

Bebés.

Não se deixem enganar! Não são mais que pequenos demónios com cara de anjo papudo! 

Acordam de madrugada, e indiferentes ao cansaço alheio, põe-se a palrar e a brincar como se não houvesse nada mais importante para fazer naquela hora! 

Não se desculpem com o tamanho pequeno de suas pernas e braços: curiosamente são sempre suficientes para deitar ao chão o que está em cima da mesa (na beira de fora).

Quanto tempo os fabricantes de telemóveis demoraram para criar o ecrã curvo?  O pestinha que tenho em casa demorou alguns segundos a transformar o ecrã do meu! 

 

Desabafos 3

Ontem entrou mais uma pessoa para trabalhar no supermercado.

É a terceira vez que vai trabalhar para lá. 

Não consigo deixar de ficar surpreendida! (Eu explico: estou lá à tão pouco tempo e não gosto, surpreende-me que existam pessoas que não procuram nada mais. Esta pessoa esteve em casa quase um ano e voltou para o mesmo sitio.)

Começo a dar razão ao meu pai que não compreende este meu jeito insatisfeito, de permanente procura por algo diferente; uma busca por novos conhecimentos, e novas pessoas! E sim, confesso que o "bicho raro" nesta história sou eu e não as pessoas que trabalham comigo! 

Porque te adoro 2

Acabei de ler uma crónica bem gira (publicada em Janeiro, mas só a vi hoje (bendito Facebook e as partilhas!))

É uma espécie de recado (um email) que uma mãe e profissional deixa ao marido. É cómico (o email).

Ela explica como o indivíduo tem de cuidar as filhas para as deixar na escola e chegar a tempo ao trabalho. 

Dei por mim a agradecer a Deus(ou o ser superior que eu acredito mandar nisto tudo) pelo homem e pai que eu tenho em casa. 

Quantas vezes, na pressa, me esqueci de deixar o pijama pronto para o J.M.? E quantas vezes és tu a preparar a fruta e a dar?  E o banho? E até antes de eu trabalhar, quantas vezes foste tu a vestir, adormecer, dar o biberão?

Adoro-te! Sim, de um jeito trapalhão, com muitos erros... mas adoro-te tanto! 

Desejo que percebas o quanto te adoro, mesmo no meio de comida mal cozinhada, roupa por engomar e camas por fazer!

Adoro-te da melhor maneira que sei! 

Horta

Hoje o dia foi de agricultura.

A horta estava a precisar de cuidados e eu a precisar de sentir o cheiro da terra! 

Foi o meu ginásio ao ar livre! Puxei bem pelo corpo! A horta parece que agradeceu; já as minhas costas estão num 8 (ir trabalhar hoje foi complicado (ainda bem que não me pagam por produção)).

Depois da horta fiz um bolo, que não ficou muito bem (mas está gostoso!). Pena que ninguém o quis provar...

Lembraste

Hoje é o aniversário de uma boa amiga.

No ano passado dei-lhe uma boa surpresa! A minha prenda de aniversário foi a notícia da gravidez! Adorei a cara de surpreendida( ou de choque)! Não estava mesmo à espera! 

Passado um ano, sinto falta das nossas conversas. Sinto falta de estar com ela e com as outras amigas. 

Deixei de ir tomar um café à noite. Durante o dia elas trabalham e ao fim de semana trabalho eu. Se a isso juntar este tempo de inverno que,juntamente com toda a logística necessária para sair de casa com o bebé,  não tem dado vontade de ir a lado nenhum. 

Como li algures: "devemos tirar sempre um pouco de tempo para um café com os amigos"... Tenho pensado muito nisso. Espero que elas me perdoem a ausência e nunca duvidem do quanto são especiais para mim. 

 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D