Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta à noite

Quando a vida dá uma volta das grandes. Desabafos. Ilusões e desilusões. Mudanças. Novos rumos. Vitórias

Quinta à noite

Quando a vida dá uma volta das grandes. Desabafos. Ilusões e desilusões. Mudanças. Novos rumos. Vitórias

Que confusão

Hoje trabalhei as 8 horas e tive mais uma prova do que ando a dizer à algum tempo: neste momento da minha vida não é nada fácil para mim ter um trabalho com horário fixo. 

Por razões que não vou descrever, foi muito complicado chegar a horas. Tive de sair de casa sem almoçar...

Gostava que entendessem melhor o meu lado... não sou capaz de sair de casa sem garantir o conforto da minha velhota. O que nem sempre é fácil quando temos uma hora para entrar ao serviço...

Amanhã também vou trabalhar o dia todo. Vamos lá ver como acontecem as coisas! 

Zangada

Hoje estou zangada.

Zangada comigo pela minha falta de coragem. Zangada com a gente que pensa que as pessoas que estão de trás do balcão são inferiores. 

Zangada por passar um domingo inteiro a trabalhar por uma côdea, quando sei que o meu filho não quer saber do que eu lhe posso comprar. O que realmente lhe interessa é a minha companhia. 

Estou zangada... triste, revoltada! No entanto, que fiz para mudar? E o que farei amanhã????

Coisas de bebé

O pequeno já conduz o andarilho.

Já experimentou deslocar (em direcção ao chão) o vaso que eu tenho na mesa de centro da sala, mas não conseguiu. 

Ontem tentou algo novo: abrir a estufa do fogão de lenha (o compartimento onde se guarda a lenha). Foi bem sucedido e apanhou um susto enorme. Chorou um bom bocado. 

Hoje voltou para o mesmo sítio, mas desta vez chorou por não conseguir abrir a porta. 

Miúdos... 

Escrever

Escrever é o meu jeito de fazer barulho.

É difícil imaginar o bem que me faz. 

Sei que não sou boa a escrever. Sei que tenho muito para aprender (principalmente quando a ideia é ter um blogue).

Nem sempre me apetece escrever. Às vezes as palavras não significam o que eu quero mostrar. Às vezes, nem escrevendo me sei expressar. Às vezes, tenho tanto para dizer que falta tempo e espaço para tudo. 

Eu gosto de escrever. Gosto deste silêncio que fala... 

Às vezes o silêncio faz tanto barulho que eu não me consigo ouvir direito. 

Baptizado

A última semana foi de loucos.

Resolvemos baptizar o pequeno. 

Eu quis fazer as lembranças para a festa (tal como também fiz para a minha sobrinha). Isso obrigou-me a deitar depois da uma e meia da noite.

 Valeu o esforço,mas estou exausta. É que para além das lembranças tinha toda a rotina diária e ainda o pequeno que ficou doente durante a semana toda. 

Já passou tudo. E correu tudo bem. 

Fiquei, de verdade, impressionada (pela positiva)com o serviço no restaurante.

Sim, vou fazer publicidade pois merecem. O almoço foi no Saint Tropez, aqui numa freguesia do concelho de Monção. Estava tudo óptimo: a comida, o serviço e a decoração. 

Eu fiquei conquistada. E vou recomendar. 

Adorei também a surpresa da minha irmã que decorou a igreja e estava muito lindo. Não era nada do que tinha pensado mas ficou ainda melhor. 

Foi um dia lindo, em que até o pequeno se divertiu. 

Agora preciso de duas semanas de descanso com 12 horas para dormir!  

Desconhecida

Não me conhecem.

Não sou pessoa para deixar que os outros façam, mas também não sou pessoa para deixar que organizem a minha vida. 

Infelizmente nos últimos dias isso tem acontecido. Gostava que respeitassem a minha opinião, e o meu espaço. 

Parabéns mana

Há 29 anos (ena!) que passei a ser a irmã mais velha.

Sim, ganhei aquela que é a minha melhor amiga à mais tempo (e muitas vezes, também a irmã mais velha).

Nem sempre foi assim. Houve um tempo que não era fácil respeitar o espaço e as ideias de cada uma (adolescência!!!) 

Hoje não concordamos em tudo o que fazemos. Continuamos a ser muito diferentes, e ainda gritamos uma com a outra, mas já não atropelamos o espaço uma da outra. 

A registar destes 29 anos, a foto que o meu padrinho tirou há uns 26 anos: nos as duas de mãos dadas com um sorriso malandro. Ainda hoje é assim que somos: uma não dá um passo sem que a outra não diga "ora cá vai um empurrãozinho". 

Estou grata por ter alguém que basta um olhar para nos entendermos. E, principalmente, estou grata pela sobrinha e afilhada que me deu. (E por estes 29 anos fantásticos... sem ela não seria a pessoa que sou.)

 

 

Retiro

Sinto-me constantemente a ser posta à prova.

Umas vezes issodeixa-me triste, outras fico irritada.

Fico triste quando esperam que eu faça bem, coisas que eu nunca esperei fazer. Não é que não me tenham tentado treinar, é só que eu estava convencida que não ia deixar a minha vida chegar aí. Outras coisas eu sei fazer, mas nem me dão a oportunidade de tentar. 

Isso deixa-me triste porque antes deapontar o dedo deviam perguntar porque não o fiz. 

O que me irrita é quando alguém que devia estar calado e/ou concentrar-se no que faz, aponta na minha direcção como se fosse melhor que eu...

Precisava de sair daqui por uns momentos! Estar longe da gente e mais perto de mim. 

Opiniões

Com frequência ouço dizer que há um tempo para tudo. Até para ter filhos. Sim, verdade, as mulheres tem uma "validade" para procriar. Mas, para amar, também existe uma validade?

A natureza não deu prazos para os homens. Nem existe prazo para amar. 

Sou da opinião que ser pai e mãe passa muito mais por um acto de amor, e nem tanto por um acto biológico/produtivo. 

Não considero que fui mãe tarde (para mim depois dos 35 estava bom). No entanto, para algumas pessoas, fui mãe tarde. 

Não acredito que iria amar mais do que amo. 

O mesmo se passa com o meu companheiro. Foi pai pela primeira vez bem perto dos 50 (e ouvimos coisas como: é um pai avô). Também não acredito que amasse mais do que ama. 

Sim há outra paciência, outra energia e, nas mulheres, menos riscos e chatices. Existe a possibilidade de estar mais próximo dos filhos e até de os acompanhar a festas e discotecas... 

Mas amar... não se ama menos quando se está mais maduro, o amor, dedicação e cuidado são iguais independente da idade. 

Não é a idade que faz melhor ou pior pais. É o carácter (ou a falta dele) e a vontade. 

 

Sim, este post é a resposta a um preconceito. Não há ligação directa entre idade e falta de dedicação e amor pelos filhos. 

Irmãos

Ontem enquanto trabalhava vi um casal com duas meninas.Chamou-me a atenção por dois motivos: eram negros (e quando vi as meninas lembrei o quanto gostaria de adoptar duas crianças assim) e porque as meninas, não parecendo gémeas, deveriam fazer a mesma diferença de idades que eu e a minha irmã. 

Andavam as duas a correr pelos corredores. A mais pequena caiu e ficou no chão a chorar e a mais velha ficou ao pé dela, fazendo festinhas até o pai a levantar. 

Antes de ser mãe, pensava em ter mais que um filho (na verdade pensava em ter entre 3e 5). Mesmo que adopta-se queria adoptar irmãos (por várias razões, mas principalmente porque não concordo em separar irmãos e porque penso que é muito importante para as crianças ter irmãos (eu sou muito feliz com a minha e durante muito tempo achava que devia ter mais irmãos/irmãs. Não esquecendo que minha tia teve 7 filhos e eu adorava ir para sua casa pois achava lindo aquela família (bastava estarem todos em casa para parecer uma festa)).

Agora que conheço a realidade,  que ando cansada, que sei da despesa, já pondero se vou ou não aumentar a família. 

Mas depois, na frente dos meus olhos desenrola-se uma cena tão amorosa entre irmãos/irmãs que me obriga a questionar se eu quero privar o meu filho disso! 

Um dia destes encontrei esta frase: "se queres fazer uma criança feliz da-lhe um irmão, se a queres fazer muito feliz, da-lhe vários!" 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D