Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta à noite

"Mereces todas as coisas boas que a vida tem guardado apra ti!" - Para lembrar

Quinta à noite

"Mereces todas as coisas boas que a vida tem guardado apra ti!" - Para lembrar

A moda de filmar tudo

Está a circular um vídeo onde um indivíduo agride uma mulher grávida.

Apesar de, segundo as notícias, ser graças ao vídeo que se "fez" a denúncia de violência doméstica  (parece que a vítima não disse o que tinha acontecido quando entrou no hospital!); muita gente  (incluindo eu) pergunta-se porque o indivíduo não largou o telemóvel e foi socorrer a senhora... 

Este episódio fez-me lembrar outro que eu presenciei.

Tinha uns 14 anos e estava com a minha mae a passar no jardim em frente aos correios aqui do concelho. Estava em frente à instituição um grupo de pessoas em roda. 

Fomos curiosas e espreitamos: no centro do grupo um indivíduo batia na mulher. À volta, um grupo, maioritariamente masculino, assistia ao espectáculo. Ninguém fez nada. 

Lembrei-me de atravessar a barreira de espectadores. Estava cheia de vontade de bater no homem. 

A minha mãe agarrou-me pelo braço e quando eu lhe perguntei se não íamos fazer nada ela respondeu: "Não. Não é nada connosco!"

Verdade. Há 18 anos a violência doméstica era desvalorizada; caricaturizada... 

Do outro lado do jardim está o posto da GNR, mas acredito que ninguém viu, mesmo que tivessem visto era um assunto entre marido e mulher. 

Hoje em dia, em muitos sítios, entre marido e mulher ainda não se mete a colher! 

As pessoas falam, comentam, revoltam-se, mas fazer alguma coisa? Não, isso não! Afinal se ela ou ele  (vítimas ) não fazem nada porque vão fazer os outros? 

E assim continua tudo igual!!! 😠

 

O milagre da multiplicação

Mesmo quem não é crente ou quem não é católico sabe de que se trata esse milagre.

Resumindo: de 2 peixes e 5 pães (ou de 5 peixes e 2 pães) alimentou-se uma multidão e ainda sobrou cestos de comida!

Cá em casa esse milagre é frequente. De cada vez que eu experimento uma receita nova, o que era para 4 pessoas, dá para várias refeições  (de 4 pessoas).

A minha conclusão: aquele peixe e aquele pão não devia estar bem cozinhado! 

Pelo exemplo cá de casa: a comida bem cozinhada não sobra!

Amamentar: a minha experiência

Penso que me vou repetir, pois já não é a primeira vez que toco no assunto. 

Este post deve se a 3 pessoas: uma colega da preparação para o parto que vive triste por "não ser como as outras mães que amamentam em exclusivo" (estou a sita-la); outra colega do mesmo sítio que desistiu da amamentação porque a bebe não pegava no peito e ela deixou -se convencer que a pequena não queria o seu leite e a bloguer de " triângulo perfeito" que partilhou a sua experiência. 

Então:

Quando o meu primeiro filho nasceu era tudo novo. Eu ia com várias formatações, entre elas: biberão NUNCA! 

O miúdo era pequeno, com uma boca pequena e as minhas mamas enormes! Ele tinha dificuldade, eu tinha dificuldade... ganhei tudo o que havia para ganhar: mastites, feridas... Só perdi leite  (ele não mamava quase nada. 

O pequeno passou duas semanas em que engordou muito pouco por isso foi me sugerido o suplemento: em primeiro peito e depois suplemento (há espera aí, já posso usar biberão?) 

Se já podia usar biberão, resolvi  (sem consultar ninguém) tirar o meu leite e dar no biberão. Outro choque: o meu leite era tão pouquinho! Perguntei à enfermeira e ao médico o que devia fazer para ter mais leite. Resposta: tens pouco? Deixa lá, dentro de 2 meses já secou! 

Não, eu queria amamentar! Resolvi consultar o Google. Fixe, estava cheio de truques e dicas! Comecei a tirar o meu leite várias vezes, (alguns intervalos de 2 horas). O leite foi aumentando devagarinho... 

Aos 4 meses introduzi os sólidos e já não fazia falta suplemento. (Tinha voltado a habitua-lo à mama aos 3 meses).

O pequeno mamou até aos 2 anos! Acordava 2 vezes por noite para comer até aos 12 meses e uma vez até aos 2 anos!

Do segundo filho já não levava formatações. Nas primeiras semanas tirei o leite e dei no biberão (como ganhei mastites, deduzi que ele não estava a mamar bem),  a vantagem de tirar o leite: o mais velho bebia o que sobrava ao irmão  ( = 2 filhos felizes 😂). Para evitar as feridas usei e abusei do Purelan e evitei soutien durante 2 semanas.

O pequeno desde os 2 meses so acorda uma vez por noite, (salvo raras excepções!) Mas mama umas 10 vezes de dia! 😢

Quando tinha 3 meses o leite quase secou. Passei a acordar de noite para tirar um pouco de leite (e já voltou ao normal!)

Esta foi/ é a minha experiência. 

Partilhei a com as minhas colegas, numa tentativa de as convencer a que nem tudo é fácil, que nem sempre os outros sabem tudo. Trata-se do NOSSO corpo, não de uma máquina  (o que funciona para uns não funciona noutros)!

O importante é saber que estamos a fazer o melhor para os nossos bebés e para nós. Sem sentimentos de culpa, como eu vi nelas (e como eu senti doprimeiro filho!)! Sim é certo que a amamentação exclusiva tem muitas vantagens, mas nem tudo é o mar de rosas que pintam  (tal como se refere no "Triângulo Perfeito"). 

35 meses

Ja só falta um mês para os 3 anos.
Este ano foi cheio de mudanças. Mas tu adaptaste-te muito bem.
Adoras a escola e portaste melhor lá do que em casa.
Adoras o teu irmão, mas começas a ter ciúmes...
Adora-mos a tua energia a tua simpatia, a tua alegria.
És o nosso primeiro amor maior!

Reflectir

"Ninguém gosta do limão. O limão é amargo! Mas podemos pegar no limão e fazer uma limonada bem docinha!"

Quando a vida te der limoes....

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub